Início > Audiência > Irmão de Bruno acha que ele não teve participação direta no desaparecimento de Eliza Samudio

Irmão de Bruno acha que ele não teve participação direta no desaparecimento de Eliza Samudio

RIO – Apesar de ainda guardar certa mágoa por ter até apanhado do irmão no passado, o gari Rodrigo Fernandes das Dores de Souza, de 23 anos, custa a acreditar que o goleiro Bruno tenha tido participação direta no assassinato de Eliza Samudio. Para Rodrigo, que vive na cidade de Campo Maior, no Piauí, Bruno pode, no máximo, estar envolvido no sequestro da modelo.

– Fazer isso, cortar uma pessoa. Isso não é da personalidade dele. Não acredito. Ele pode até ter acabado envolvido no sequestro, mas matar? Não acredito – afirmou Rodrigo, que disse estar disposto até a acolher o irmão em sua casa, se Bruno for condenado e, depois de sair da prisão, não tiver onde morar – Sangue é sangue. Ele é meu irmão. Torço por ele e não vou deixar ele sozinho – completou Rodrigo, que falou com O GLOBO por telefone.

Para Rodrigo a participação da mulher de Bruno, Dayanne, no crime, deveria ser mais bem investigada pela polícia, já que ela nutria um ciúme doentio pelo atleta. O gari conta que Dayanne fez intrigas e afastou o goleiro de todos os cinco irmãos e no passado chegou a sustar um cheque de R$ 20 mil que Bruno havia doado para que ele e as duas irmãs, Pamela e Yasmin, que também vivem no Piauí, comprassem uma casa.

– O Bruno nos deu o cheque dizendo que era para nós comprarmos uma casinha aqui no Piauí para nós três morarmos juntos. Procuramos a casa, e tinhamos acertado tudo com o proprietário para comprar. Mas ela (Dayanne) descobriu, fez intriga, e sustou o cheque. Nós quase fomos presos por causa disso. Ela tem um muito ciúme dele e fez tudo para ele brigar com toda a família, dizia que nós éramos todos pobres e bandidos. Não estou acusando ninguém, mas você acha que, sendo desse jeito, ela ia aceitar normalmente o Bruno ter um filho com outra mulher? Acho que a polícia tem que investigar melhor isso – disse Rodrigo, que também foi preso, em 2007 por roubo de um celular, mas diz ser inocente.

Segundo Rodrigo, apesar de o goleiro ter “renegado” a família por causa das intrigas de Dayanne, todos estão muito tristes por ver o goleiro, que era uma estrela, perder tudo o que conquistou. E estão muito preocupados com o envolvimento de outros dois parentes no caso, o adolescente que deu depoimento à polícia, e Sérgio Rosa Salles, primos do goleiro.

Rodrigo só soube que era irmão de Bruno em 2002, quando já era adolescente. Assim que o pai dos dois morreu, ele foi procurar Bruno em Minas Gerais. Lá, Rodrigo conviveu com ele por cerca de dois anos. Neste época, conheceu o Macarrão e quase todos os envolvidos no crime. Rodrigo acha que Bruno foi influenciado por más companhias.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: