Início > Audiência, Notícias > Vigia é indiciado por assassinato de Mércia, diz Secretaria da Segurança de SP

Vigia é indiciado por assassinato de Mércia, diz Secretaria da Segurança de SP

O vigia Evandro Bezerra Silva, de 38 anos foi indiciado pela Polícia Civil de São Paulo pelo envolvimento no homicídio de Mércia Nakashima, informou neste domingo (11) a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado de SP. O indiciamento do suspeito de participar do assassinato da advogada ocorreu na noite de sábado (10), após três horas de depoimento na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com o delegado Antonio de Olim, do DHPP, Evandro afirmou que o amigo dele, o advogado e policial militar aposentado Mizael Bispo de Souza, matou a ex-namorada dele, Mércia, no dia 23 de maio, por ciúmes numa represa em Nazaré Paulista, no interior do estado. Ainda, segundo o policial, o segurança contou ter ido de carro ao local do crime pegar Mizael. A vítima estava desaparecida desde esta data, quando deixou a casa dos avós em Guarulhos, na Grande SP. O veículo dela foi localizado submerso na represa em 10 de junho. Um dia depois, acharam o corpo da advogada boiando.

O ex, apontado como o principal suspeito pela morte da advogada, está foragido desde a manhã de sábado, quando a Justiça de Guarulhos, na Grande SP, decretou sua prisão temporária por 30 dias. De acordo com seu advogado, Samir Haddad Júnior, Mizael foi orientado a não se entregar para a polícia. O defensor alega que a decretação da prisão é “ilegal” e tentará entrar com um recurso contra a decisão judicial a partir de segunda-feira (12).

“Até sexta-feira [dia 9], quando Evandro foi preso em Sergipe, ele negava que meu cliente tinha assassinado Mércia. Agora mudou a versão. Isso é muito estranho e não pode servir de base para se decretar a prisão do Mizael”, afirmou Haddad Júnior. Em depoimentos anteriores, o ex-namorado sempre negou o crime.

Ainda, segundo a Secretaria da Segurança, após ter sido ouvido no DHHP, Evandro foi levado para a carceragem do 1º Distrito Policial de Guarulhos, onde passou a noite. Não há informações se o vigilante será ouvido novamente neste domingo pelos policiais do DHPP.

Para os parentes de Mércia, Mizael matou a advogada porque não aceitava o fim do relacionamento de quatro anos que teve com ela.

Anúncios
  1. maria clara
    03/08/2012 às 12:24

    puta discara nincria

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: