Início > Notícias > Caso Elisa Samudio Primo de Bruno diz que foi pressionado a mentir em reconstituição

Caso Elisa Samudio Primo de Bruno diz que foi pressionado a mentir em reconstituição

As buscas pelo corpo da modelo começou nesta quarta-feira na Lagoa do Nado

 

Minas Gerais – Em depoimento nesta quarta-feira, no fórum de Ribeirão das Neves, Minas Gerais, Sérgio Rosa Salles, primo do goleiro Bruno, disse que a Polícia Civil o pressionou a mentir durante reconstituição do suposto crime em um vídeo, veiculado pela Rede Globo. Sérgio disse ainda que os policiais impuseram a escolha do advogado. As informações são da rádio CBN.

 

Foto: Alex de Jesus / O Tempo

 

Segundo a reportagem, a Polícia Civil afirmou que isso seria uma estratégia da defesa. Esta é a 10ª audiência sobre o caso. A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros fazem buscas na região da Pampulha, em Belo Horizonte, onde Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, teria estado na noite do suposto crime, em junho.

O goleiro chegou ao fórum, nesta quarta-feira, com aparente bom-humor e distribuindo beijos. Parentes de Bruno, incluindo as filhas da união do ex-goleiro do Flamengo com Dayanne, estavam na porta do local.

Foto: Alex de Jesus / O Tempo

 

A Polícia Civil de Minas Gerais fará, na manhã desta quarta-feira, novas buscas pelo corpo de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno de Souza. De acordo com o delegado Edson Moreira, responsável pelo caso, duas equipes do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP) vasculharão áreas do parque Lagoa do Nado, na região norte de Belo Horizonte. Soldados do Corpo de Bombeiros auxiliarão as buscas.

Moreira afirmou que as buscas são motivadas por informações do setor de inteligência da Polícia Civil, que constatou que o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos (Bola), acusado de ser o executor de Eliza, teria se encontrado com uma pessoa na região no dia do crime. Segundo o delegado, as buscas servem para prestar uma satisfação à família da vítima e, caso o corpo seja encontrado, não alterará os resultados do inquérito.

“A gente quer dar um conforto para a família. A materialidade do crime já está fatalmente comprovada nos autos”, afirmou.

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: