Arquivo

Posts Tagged ‘jbs’

JBS delata Temer e Aécio Neves por obstrução à Justiça e recebimento ilícito de dinheiro

 

 

20160311082007673457e

Aecio Neves e Michel Temer delatados pela JBS

De acordo com o jornal O Globo, os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da marca JBS, entregaram uma denúncia explosiva contra o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, que é da base governista.

De acordo com documentos apresentados ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF, Michel Temer teria tentado comprar o silêncio de Eduardo Cunha, ex-deputado cassado e hoje preso. A ideia era impedir que Cunha contasse quaisquer detalhes sobre esquemas envolvendo o PMDB, similar ao que aconteceu quando Lula tentou comprar o silêncio de Delcídio do Amaral, na época senador pelo PT.

Contra Aécio Neves a acusação é de que o senador tenha recebido R$ 2 milhões da JBS, e de maneira ilegal. O problema fica ainda maior para o tucano porque a Polícia Federal realizou uma investigação com grampos e até mesmo uma filmagem que mostra o senador recebendo o dinheiro. Após rastrear o dinheiro, a PF descobriu que o valor acabou parando numa conta do senador Zezé Perrela, também do PSDB de Minas.

Esta é a denúncia que pode devastar a imagem do governo e especialmente do senador Aécio Neves.

Anúncios

DONO DA JBS GRAVOU TEMER EM OPERAÇÃO PARA COMPRA DO SILÊNCIO DE CUNHA

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

O Globo revela que Joesley Batista e seu irmão Wesley gravaram Michel Temer indicando seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures para atuar numa operação de compra de silêncio de Eduardo Cunha.

Segundo a reportagem, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Cunha e a Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados.

Diante da informação, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?”.

Joesley revelou também que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão, valor referente a um saldo de propina que o peemedebista tinha com ele. Segundo O Globo, disse ainda que devia R$ 20 milhões pela tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango.